Familia Hleap em Cingapura
Como tudo o mais em Cingapura, as festas de fim de ano são um artigo importado. A população local, composta em sua maioria de etnias chinesas, malaias e indus, segue costumes e tradições natalinas que aprenderam através da televisão, cinema ou nos anos em que moraram no ocidente.O clima de Natal aqui se faz presente principalmente no comércio. Na Orchard Road, uma das principais ruas para se fazer compras em Cingapura, temos um shopping ao lado de outro e cada um briga pela melhor decoração. É muita ostentação! Um deles  simula diariamente uma tempestade de neve artificial à noite. As crianças adoram.

Como acontece nos países de maioria católica, aqui em Cingapura as músicas natalinas tocam nas rádios e lugares públicos. Os restaurantes servem pratos natalinos e os supermercados se estocam com comidas típicas de todas as tradições. O interessante é que estando a 137 quilometros da linha do Equador, Cingapura é tão quente em dezembro quanto em julho. Mas as roupas nas vitrines são de inverno, as decorações fazem referência ao frio e as comidas são um tanto quanto pesadas.

O Natal e Ano-Novo ficam espremidos entre a festa Indu das luzes Deepavali, no começo de novembro, e o Ano-Novo chinês, em fevereiro. Ficamos então praticamente quatro meses em festa ou em preparação para a próxima festa. A população cingaporeana se envolve e participa de tudo.

E como as crianças participam?

Para as crianças não é diferente, as escolas, que se orgulham de sua diversidade cultural, comemoram todas as festas. As crianças se vestem tipicamente, participam de danças folclóricas, fazem arte e pinturas típicas e ainda provam as comidas.

Na minha casa ainda tem uma quarta comemoração do calendário judáico, a Hanuká. Essa festa acontece em dezembro e dura oito dias, com muitas tradições que envolvem as crianças. Mas o melhor de tudo, na minha opinião, é expor as crianças durante todo esse tempo ao clima de benevolência, de amizade e de alegria que caracteriza todas as grandes festas religiosas. Cingapura é um lugar perfeito para isso.

Silvana Hleap mora com a família em Cingapura há quatro anos. Ela e o marido sempre trabalharam no mercado financeiro, o que os fez mudar de país em país. Antes de migrarem para o país asiático, por exemplo, eles viveram em Nova Iorque. A experiência, conta Silvana, enriquece sua pequena família com a bagagem cultural dos lugares por onde passam.

 

 

 

Nossa Edição Especial Natal Mundo Afora 2014 está online!

Uma revista que foi feita com muito amor, especialmente para vocês. São 72 páginas com fotos encantadoras, relatos interessantes e dicas imperdíveis. A revista está disponível em duas versões gratuitas:
Leitura online –  para quem tem uma boa conexão de internet e quer ler online no tablet ou celular Android ou no PC. Especial Natal Mundo Afora 2014 – onlineVersão PDF – ideial para quem quer ler offline no tablet ou celular Android ou no PC.
Especial Natal Mundo Afora 2014 – PDF

Aqui entre nós…

Estamos comemorando dois anos de Brasileiros Mundo Afora! Obrigada por nos acompanhar.  Desejo a você e sua família um Natal abençoado, com alguns presentes, boa comida, ótimas companhias e muita alegria. Que em 2015 você possa realizar muitos desejos e possa nos escrever dizendo: „eu vivo o meu sonho“.  Estamos torcendo por você.

Beijos

Claudia Bömmels