Queridas amigas,
há um ano atrás eu assisti o filme “Cartas para Julieta” e me apaixonei por Verona, a cidade onde parte do filme se passa e cidade de Romeu e Julieta. O filme é um desses beeeem românticos e em partes meio ingênuo, mas as cenas que mostram a Itália são tão lindas que é impossível não se encantar por ele. Um desses filmes para se assistir em uma tarde de domingo… A história é a seguinte:
Sophie (Amanda Seyfried) é uma aspirante a escritora que viaja para a Itália ao lado do noivo Victor (Gael García Bernal), que sonha em ter seu próprio restaurante. Em Verona, onde se passou a história de Romeu e Julieta, local perfeito para uma lua de mel antecipada, Sophie acaba percebendo que seu noivo está mais interessado nos fornecedores para seu restaurante do que nela.
Na cidade descobre uma antiga carta de amor e junta-se a um grupo de voluntárias que responde estas missivas amorosas. Para sua surpresa, a remetente Claire Smith (Vanessa Redgrave) ouve o conselho dado na resposta e vai procurar Lorenzo, por quem se apaixonou na juventude. Mas existem muitos italianos com o mesmo nome e Sophie demonstra interesse em ajudá-la na tarefa, desagradando o neto Charlie (Christopher Egan), que já tinha reprovado essa louca aventura da avó viúva.
Ontem visitei Verona e me encantei pela cidade, que é tão linda quanto no filme. Fui também na “Casa de la Giulietta” e bem… não era tao vazia de gente como no filme e sim cheia de turistas como eu querendo fazer algumas fotos. Mas valeu a pena. Aqui algumas fotos para vocês, um vídeo curtinho da casa da Julieta e o filme completo em português que eu achei no youtube. Aproveitem!
Mando um beijo para todas vocês. Em todas nós existe um pouquinho da romântica Julieta! Felizes daquelas que já acharam o seu Romeu. As que ainda estao à procura, vale lembrar que não custa nada escrever uma cartinha para Julieta… dizem que ela ajuda :o)
Claudia
Filme na íntegra em português: http://www.youtube.com/watch?v=pNDcV-ehtxI

Casa da Julieta e o famoso balcão onde Romeu declara o seu amor.

Cadeados de amor: uma vez fechados nunca mais se abrem. A chave se joga no rio com as palvras “per sempre”.

Assinaturas e frases de amor escritas na parede com lapis de cera